domingo, 6 de junho de 2010

Não queremos enxergar a realidade



Temos a tendência em acreditar nas coisas que nos traz esperança que nos faz mais feliz, temos a tendência de colocarmos as nossas verdades no papel e defendem-las, alguns a defende em métodos políticos outros na pratica da religião e alguns arriscam fazendo seitas na escuridão, em meio a um século distorcido e encantamentos horripilantes. As pessoas estão deixando para trás as antigas historias e as canções que nos faziam dormir, chegamos ao ponto de andar assustados e ao mesmo tempo preparados para os acontecimentos deste mundo. Para nós humanos, nada está superior a verdade, que ainda não achamos, nem a ciência foram capazes de encontram-na. Mas estamos caminhando para escuridão, se já não encontramos lá os nossos valores que perdemos ou a nossa felicidade que durou muito pouco, as vezes levantamos da cama olhamos para o tempo e vemos como estamos em transformação e fusão de pensamentos. Queremos a cada dia, apregoar a verdade, mas a mentira e tão corrosiva que não nos da a mínima chance de tentar. 

Estamos perdendo a honra e o caráter que não se encontra no lugar de sempre. Caímos na realidade de como nós ser humano está no ponto da balança, quando as manchetes ou os rádios avisam que mais um inocente se foi, quando um pai perde a esperança em um filho ou quando uma mãe ver no espelho o desespero da miséria. Criamos tantas formas de defender a realidade humana ou de entender a realidade dela. Que muitos não querem compartilhar e se compartilham trazem no seu rosto, a falta de esperança. 

A compreensão e para nós é para este século. Alguns dizem que o mundo a de sofre catástrofes em 2012 ou será conspiração contra a humanidade? Falar da reformulação de valores e comportamentos, nunca foi tão discutido neste mundo. A religião nunca foi questionada neste século, e a pergunta ``Aonde está o criador´´ Nunca foi tão especulada. Começamos uma nova era, que ainda muitos dormem outros acordaram tarde demais, alguns ainda geram esperança. A massa está começando a se perguntar e os poderosos começaram a planejar e a construir força capaz de aniquilar os que questionam. A nova ou a nova conspiração, não virá da forma como ditadores fizeram. No silencio dos inocentes e dos que sabem a verdade, que começara a guerra.