segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Máfias Religiosas.


Hierarquias existem nos céus na terra e aonde podemos encontrar reinos, grupos e pessoas. Mas o mais interessante disto e tenho observado muito, são os grupos formados por pessoas de dentro das igrejas, seja qual a religião ou denominação sempre existiram estes grupos. Alguns quero, denominar de máfias ou gangues. São grupos de extermínio ou da alta cúpula religiosa, pessoas que estão prontas para jogar ou manipularem a qualquer custo. Estas pessoas são marcadas por serem os lideres espirituais ou bajuladores baratos. Abaixo eu coloquei algumas máfias mais comuns dentro das igrejas:
Máfia de preconceituosos: Gostam de desprezar a simplicidade das pessoas e distorcerem a imagem de pessoas que gostam de fazer a obra de Deus com verdade, detestam acolher prostitutas, drogados, mendigos, moribundos e homossexuais. A religião deles são sempre a verdade e a única que salva, despreza o respeito e liberdade espiritual.
Máfia de sabe tudo: Tudo sabem. O pastor ou padre nem fez a pregação, quando ouvem, dizem: Eu já sabia disto! Mas nunca coloca em pratica o que é dito, intrometem em conversas alheias, querem discutir sobre doutrinas, leis e praticas religiosas e espirituais. A maioria sempre tem um diploma para rebaixar o próximo, cheios de axologia e teologias que rebatem a pessoa de JESUS.
Máfia do pode tudo: Tudo é licito! Bebe até cair ao chão pode, fazer sexo e orgia pode, caluniar o irmão para tirar aproveito pode, discriminação pode, ser desonesto pode, passar acima da lei, também pode, servi a Deus de qualquer maneira, isso pode? Pode! Tudo você pode fazer, está é a religião reformada é tão reformada que necessita sempre de reforma.
Máfia dos dizimistas é ofertantes: Sabem uma única passagem da bíblia, Malaquias 3:10, gostam de dar dízimos só para terem argumentos contra o pastor, mas a maioria das vezes o pastor em troca, coloca o rabo entre as pernas, por que não abrem mão da pregações edificantes, para dar um bom sermão de fidelidade e amor a DEUS.
Máfia dos bajuladores:  Gostam de colocar qualidades nas pessoas de seus interesses só para ganhar algo em troca, sempre estão perto dos seus lideres e pastores, buscam os exaltarem para ter um destaque na alta cúpula, a maioria das vezes, são desprezíveis e antipáticos. Mostram suas verdadeiras faces, quando, não conseguem os seus objetivos.  
Poderia sintetizar varias forma de grupos que mencionei. Isto para mim é o bastante para refletirmos se estamos entrando em algumas destes grupos, às vezes liderados por pessoas que deviam ser os primeiros a serem exemplos. A maneira como tratei de chamar os grupos de máfia foi uma forma de chamar nossa atenção para o que tem ocorrido nas instituições religiosas. Estamos criando subgrupos, com pensamentos diferentes, doutrinas diferentes, conceitos diferentes, mas sabemos que Jesus, pregou unidade, como exemplo o corpo de Cristo, tendo cada função especifica. Que possamos despertar onde estamos e não contaminarmos com as coisas vindas do mundo e que tem a cada dia tem entrando no que é santo. Se sua participação tem sido conivente com um destes grupos, lembre-se nesta máfia também comentemos crimes, mas não cíveis, mas contra a maior lei. A lei de DEUS.