quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Assassinos na igreja!




Pesado este assunto, nos cutuca e nos incomoda, mas é a nossa realidade. Estamos fabricando assassinos dentro das igrejas e não percebemos como estamos ficando incontroláveis a estas proliferações. Fingimos que não sabemos os motivos, ou deixamos a mercê do destino. Empurramos a responsabilidade para Deus, como se Ele fosse responsáveis pelas nossas imprudências.
A igreja tem estimulado consciente ou inconsciente a disputa de ´´poderes`` dentro dela, com certeza a maioria é racional, quando falamos dos famosos grupos que são formados por pessoas contraditórias, algumas se opõem a palavra de Deus manifestando rebeliões demoníacas, acredito que a união pregada por Jesus foi esquecida há muito tempo por nós, estamos ficando ludibriando pelas falsas doutrinas erguidas por estes tipos de ´´bando``. Ficamos egocêntricos ao ponto de não ligarmos para o sentido ``irmão´´ , tornamos cheios de picuinhas e mesquinharias contra o nosso próximo, achamos que todos são como nosso interior, cheio de duvidas que comprometem a nossa credibilidade, que achamos ter. Estamos manipulados por desconfianças que ameaçam à nossa panelinha ou o cargo que comandamos, que armamos sempre, quando algo nos desfavorece. Que perdemos a sensibilidade de como estamos maquiavélico e sagaz a todos que nos rodeiam, Jesus se torna para nós uma desvantagem no que tange a disputa de algo não espiritual, vivemos para Deus? Para servir a obra? Claro que a maioria, pensa na vantagem de estar por cima do povo de Deus, estar acima da lei de Deus, o ego está cheio, ser super homem na época de hoje, é a moda, brigar por quem e mais santo ou finge ser, também está na moda, brincar de queda de braço em cima do púlpito também é modelo. Se o nosso irmão nos ameaça o ódio aparece, sim, quero falar do ódio que desestruturam as igrejas, que matam as pessoas, que destroem a união, comunhão, principalmente o amor entre elas.
A bíblia é clara, ´´Todo que odeia a seu irmão é homicida... 1Jo 3:15``. Será que estamos esquecendo-se de pregar isto? Claro que sim! Estamos olhando para o nosso umbigo, em vez de ajudar o necessitado, o aflito, o doente da alma. Comício religioso é que vemos saindo da bíblia, não basta pregar o amor, temos que servir o amor, o amor é tão simples, mas o homem tem feito dele pecado entre nós. Não deixamos que os nosso interesses nos provoquem ódio e rebelião contra o nosso próximo, praticamos o verdadeiro evangelho, o amor que toca, que da suporte ao irmão. Necessitamos de estar mais unido neste mundo, que destrói a preciosidade da união, o amor nos faz um em Cristo. Ele deixou exemplos, como: a união dos apóstolos. Porque nos sentir ameaçado em algo que flagela nosso caráter espiritual, o seu cargo anda ameaçado? O seu grupo também? Tudo isso é fútil, para uma vida simples em amor e comunhão. Esqueça o pedestal, o tripé, esqueça tudo que elava o seu ego. E tire a maior barreira que afasta você das pessoas e de Deus. O ódio, e verá que vale a pena ter uma sincera comunhão com os irmão e principalmente com Deus.

Todo o que odeia a seu irmão é homicida; e vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele. 1Jo 3:15